BLOG
|
15.03.2021

Isolamento acústico eficiente em serviços de edifícios

Os requisitos para isolamento acústico em edifícios são hoje mais rígidos do que há alguns anos. O ruído provou ser prejudicial ao relaxamento e à qualidade de vida. Isolamento e absorção de som eficazes juntam valor aos edifícios, aumentam a produtividade e o bem-estar dos utentes e reduzem os riscos à saúde relacionados com estresse. Portanto, o isolamento acústico deve ser levado em consideração desde o início, especialmente para áreas de trabalho e salas que merecem proteção especial.

O que é o som?

No sentido físico, o som consiste em vibrações ou ondas num meio elástico cuja frequência está na faixa audível. Essas vibrações podem existir no ar (som transportado pelo ar) ou em sólidos, por exemplo, alvenaria (som transportado pela estrutura). O que é medido é o nível de pressão sonoro, ou seja, a intensidade do som, e não o ruído em si, pois o ruído não pode ser medido diretamente. A unidade de medida da pressão sonora é o decibel (dB).

Frequenz_Schallschutz

A frequência é a quantidade de variação de ondas sonoras por segundo, expresso em hertz (Hz). Um hertz é igual a uma vibração por segundo. Os humanos podem ouvir frequências de cerca de 16 Hz (tons baixos) a cerca de 16.000 Hz (tons altos). Na indústria da construção, frequências de 100 Hz a 5.000 Hz são importantes.

Para medição de ruído em edifícios, é utilizado um filtro de ponderação de frequência, que estabelece uma ligação entre o nível de pressão sonora e o volume de perceção do ruído. Conhecido como filtro A, ele corrige o nível de pressão do som numa determinada faixa de frequência e atenua as altas e baixas frequências. Desta forma, a perceção humana do nível de pressão sonora pode ser convertida num nível sonoro expresso na unidade de medida dB (A). Dependendo da frequência, o ouvido humano percebe tons da mesma pressão sonora em volumes diferentes. Em edifícios residenciais e hotéis, os sons são considerados perturbadores a partir de um volume > 30 dB (A).

Fatores de perturbação em edifícios: som transportado pela estrutura e pelo ar

O ruído em edifícios é frequentemente causado por infraestruturas técnicas, como abastecimento de água e linhas de esgoto, com isolamento pobre ou insuficiente. Certos fatores necessitam ser consideradas nos sistemas técnicos de um edifício para manter o nível de ruído o mais baixo possível. Tanto a propagação pela estrutura como a do ar são relevantes para sistemas de canalização.

O som aerotransportado é criado quando o som se propaga diretamente para o ar no espaço da instalação e, portanto, atinge a parede anterior. O ouvido humano pode detetar esse tipo de som.

No ruído transmitido pela estrutura, o som propaga-se por meio de pontos de fixação, como suportes de tubagem. Os humanos não conseguem ouvir o som transmitido pela estrutura, mas ainda assim sentem-no fisicamente e são perturbados por este. A radiação de paredes e pisos transforma o som transmitido pela estrutura em som transportado pelo ar.

Ambos os tipos de ruído podem ser causados pela água, por exemplo, quando ela flui para baixo em tubagens verticais (sons de queda), atinge uma curva (sons de impacto) ou apenas escoa através do tubo (sons de fluxo). Ambos os tipos de som podem ser efetivamente reduzidos por meio de medidas de proteção, como revestimento de tubos com isolamento acústico.

Luftschall_Schallschutz
Koerperschall_Schallschutz

Tornando visível a redução do nível de ruído

Para expressar esta redução, visivelmente, a redução do nível de som A em dB (A) é usada como a unidade de medida para a redução de ruído, percebida pelo ouvido humano. Refere-se apenas ao espectro de som usado para a medição. O nível de isolamento inserido dependente da frequência é outra das medidas. Isso pode ser mostrado como um diagrama que representa a redução do nível de ruído da instalação (som transportado pelo ar) por um revestimento de tubo que isola o som transportado pela estrutura, em comparação com a falta desse mesmo revestimento. O nível de isolamento de inserção depende da frequência. Isso significa que diferentes variações de instalação, por exemplo, tubos correndo sob gesso, têm enorme influência na perda de inserção. Avaliar a redução de ruído de produtos de construção requer dados sobre o nível de isolamento de inserção e a redução de nível de som A.

Einfuegungsdämmass_Schallschutz

Que requisitos e padrões legais se aplicam às tubagens de esgoto e águas residuais?

As normas e diretivas relativas ao isolamento acústico são muito importantes na Alemanha. As distinções são feitas entre DIN 4109, VDI 4100, DIN EN 14366 e DIN 1986-100 / DIN EN 12056. Para que os edifícios residenciais estejam em conformidade com os mais elevados padrões de qualidade, todos as quatro normas devem ser atendidas. Os requisitos mínimos para a insonorização de sistemas técnicos, acessórios de canalização e dispositivos são definidos na norma DIN 4109, “Insonorização na construção de edifícios”. De acordo com o Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha, o objetivo das estipulações da DIN 4109 é garantir que as pessoas em “espaços que requerem proteção”, como salas de estar e de dormir, escritórios e quartos de pacientes, sejam protegidas contra “perturbações inaceitáveis” devido à propagação do som. Produtos que não atendem aos requisitos mínimos da DIN 4109 não são aprovados para uso em tubos de esgoto.

Além disto, o VDI 4100 é usado como uma diretriz na Alemanha. A VDI (Association of German Engineers) distingue entre três níveis de isolamento acústico para medição atrás de uma parede sólida (SSt I-III) e dois níveis de isolamento acústico para medição diretamente no tubo (SSt EB I-II). Enquanto em edifícios de apartamentos os níveis de isolamento acústico são classificados na faixa de <30 dB (A) (SSt I) a <24 dB (A) (SSt III), em habitações geminadas e terraços esses valores estão entre <30 dB (A) e <22 dB (A). Em casas ocupadas pelos proprietários entre <35 dB (A) e <30 db (A) (SSt EB I-II). DIN EN 14366 define um procedimento pelo qual o som transportado pelo ar e pela estrutura, causado por instalações de esgoto e águas pluviais, pode ser medido em condições laboratoriais. DIN 1986-100 / DIN EN 12056 regulamenta a construção necessária e sistemas de drenagem de lote ou drenagem em edifícios.

Planear cedo o isolamento sonoro

Os produtos Kaimann podem ser usados para dois tipos de formas de redução de ruído: absorção sonora e isolamento acústico. Na absorção do som, a energia do som é reduzida, normalmente por conversão em calor; no isolamento acústico, a propagação do som transportado pelo ar e pela estrutura é impedida por uma barreira.

Kaivenience dá uma contribuição importante para a insonorização de canalizações de esgotos, águas residuais e pluviais e para o cumprimento dos requisitos técnicos. Aplicado a tubos sintéticos ou de ferro fundido, Kaivenience evita que as vibrações sejam transmitidas por estruturas e também atenua o som transportado pelo ar. Com um fluxo de água de 2 l / s num sistema de esgoto de plástico leve, o Kaivenience atinge um nível de redução de até 15 dB (A) no espaço de instalação e até 18 dB (A) na sala atrás da parede de instalação.

Kaimann_Schallschutz_Produkte

Kaiflex ST é usado em sistemas de refrigeração e ar condicionado para isolar tubos e condutas de ar, em edifícios públicos e comerciais altamente frequentados, como aeroportos, grandes complexos de escritórios, hotéis, bem como em edifícios residenciais, instalações industriais e construção naval. Além de prevenir a condensação e economizar energia, Kaiflex ST também desempenha uma função acústica, absorvendo o som e amortecendo a vibração da parede da conduta.